Menu Principal
Quem está Online
8 visitantes online (1 na seção: Notícias)

Usuários: 0
Visitantes: 8

mais...
Geral : CRIANÇAS e ADOLESCENTES: DIREITO À PUERICULTURA
Enviado por Vera Lucia Swerts Manso em 02/04/2008 (4200 leituras)

Puericultura é a arte de promover e proteger a saúde, principalmente através de uma atenção integral compreendendo a criança como um ser complexo. É uma especialidade médica que leva em conta a criança, sua família e seu entorno bio-psico-sócio-cultural.

O acompanhamento do Crescimento e Desenvolvimento, através da aferição periódica do peso, da altura e do perímetro cefálico e sua análise com os novos gráficos da OMS, são excelentes indicadores das condições de vida das crianças. Sempre, a cada consulta, bebês, pré-escolares, escolares e jovens devem ter seu crescimento aferido. Crescimento é o ganho de peso, altura ? um fenômeno quantitativo, que termina ao final da adolescência. Por outro lado, o desenvolvimento é qualitativo, significa aprender a fazer coisas, evoluir, tornar-se independente e, caso queiramos, pode não ter fim. Nas consultas periódicas, o pediatra observa a criança, realiza alguns testes clínicos e indaga os pais sobre as atividades do filho e reações frente a estímulos. Quanto mais nova a criança, mais frágil, mais vulnerável. Daí a necessidade de consultas mensais, pelo menos no primeiro ano de vida. Nestas oportunidades, é avaliado como o bebê se alimenta, se as vacinas estão em dia, como brinca, condições de higiene, se toma sol pela manhã. É importante ressaltar que a atividade física e a prática de esportes devem ser estimuladas desde a infância. Bebês a partir dos três meses, por exemplo, podem fazer natação, depois capoeira, futebol, balé, etc. Apesar de todos os cuidados - amamentação exclusiva, vacinas - nos primeiros anos de vida as crianças apresentam algumas intercorrências típicas da idade como cólicas, regurgitações, brotoejas, constipação, etc. Além disso, algumas viroses ainda são inevitáveis: Resfriados, Gripes, Exantema Súbito, Gastro-enterites, Bronquiolite... Quanto mais cedo é feito o diagnóstico, melhor o prognóstico. Atualmente, sabemos também que já na primeira infância podemos evitar doenças crônico-degenerativas na vida adulta, como por exemplo: Obesidade, Hipertensão e Diabetes. Recomendamos que os pais, principalmente a mãe, possam ficar o maior tempo possível com o seu bebê. Recomendamos, além de usufruir toda a licença maternidade, emendar com férias, e, se possível, gozar também licença-prêmio e tentar horários especiais ou alternativos de trabalho com menor carga horária. O contato, o afeto, a presença são imprescindíveis para o pleno desenvolvimento. Para finalizar, é ideal que vocês possam estabelecer uma relação de confiança com um Pediatra que tenha o dom da Puericultura e que quando atenda a criança, a respeite e compreenda o seu entorno. Puericultura parece algo de antigamente, mas é cada dia mais atual. Aguardo seus comentários. Até mais!

Classificação: 0.00 (0 votos) - Classifique esta notícia -
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.